Resident Evil Code: Veronica

Survival Horror é o quarto da cronologia principal produzido pela Capcom.



Resident Evil Code: Veronica foi lançado para o Dreamcast em 3 de Fevereiro de 2000 no Japão e 29 de Fevereiro de 2000 na América do Norte. O jogo ainda recebeu,no japão, uma versão mais completa, titulada de Resident Evil Code: Veronica X, que foi lançado apenas no Japão. Alguns anos mais tarde o jogo foi lançado para o Playstation 2,da Sony e para o GameCube,da Nintendo. O jogo apresenta uma trilha sonora horripilante e gráficos exepcionais.

História:

Tudo começa 3 meses após o incidente em Raccon City, Clarie Redfield,em busca do seu irmão, Chris Redfield, invade a sede da Umbrella Corp., em Paris, em busca de documentos sobre o paradeiro do seu irmão, porém nada dá certo e Clarie, depois de uma fuga frustrada da sede, é presa por Rodrigo Juan e levada à Rockfort Island, uma ilha da Umbrella Corp., algumas horas depois, já na sua cela, Clarie escuta explosões , derrepente fica sem energia eletrica, quando, para a surpresa de todos, Rodrigo Juan, o mesmo homem que lhe prendeu, apareçe para solta-la. Clarie, confusa, pergunta por que ele à soltou, e Juan responde que a ilha está acabada e que mesmo solta, ela nunca conseguiria sair viva de lá.
Após sair de sua cela, Clarie percebe que Rockford está bastante destruída e que funcionários, da Umbrella Corp., foram transformados em Zumbis!
Durante a sua jornada, você encontrará Steve Burnside, que ajudará Clarie a escapar a Rockfort Island. Mas como tudo não são rosas, hà quem queira Clarie morta, seu nome é Alfred Ashford,irmão de Alexia Ashford, herdeiros de uma das familias fundadoras da Umbrella Corp., Albert é o homem que controla a ilha, ele pensa que foi Clarie que transformou a ilha num caos. A partir do momento que Clarie começa a pesquisar sobre a familia Ashford, sua vida começa a se tornar uma grande desordem, os irmãos Ashford querem Clarie morta de qualquer jeito, não importa o custo! E não pense que acabou, um velho conhecido nosso volta para completar o inferno em Rockfort Island, Albert Wesker(Ele mesmo, diretamente de Resident Evil 1), depois de conseguir fugir da mansão, ele descobre tudo sobre os irmãos Ashford e vai atrás de Alexia.

Esta é só uma pequena amostra do que você poderá encontrar em Resident Evil Code: Veronica. Um jogo que vale mesmo a pena para o Dreamcast.
Clarie Redfield e Steve Burnside

Clarie Redfield e Rodrigo Juan

Gráficos: Cenarios pré-rendenizados nunca mais!

Totalmente em 3D,porém sem controle da câmera, Resident Evil Code: Veronica fez bonito no quesito gráficos. Os ângulos pré-determinados, para alguns, nunca foi problema para os jogos de Resident Evil. Depois de alguns minutos jogando, percebe-se muitas coisas, no minimo, interessantes na parte gráfica, tais como no inventário, dando CHECK nos itens, você pode vê-los e movimenta-los,tudo em 3 dimensões, em algumas partes do jogo isso é crucial para o prosseguimento da historia, certos itens contém “segredos” neles, tais como chaves, objetos e etc., as Cgs estão melhores do que nunca, e pela primeira vez na série, os personagens possuem expressões faciais e movimento labial, ao contrário dos outros títulos da série.

Jogabilidade:

A jogabilidade do Code: Veronica é basicamente a mesma dos episodios anteriores, herdando alguns “prós” de Resident Evil 3, os barris explosivos voltam para facilitar(e as vezes atrapalhar…) o jogo e a rotação rapida de 180º também estão de volta. Novidades também estão presentes, em algumas ocasiões especias do jogo, pode-se usar armas que utilizam a visão em primeira pessoa , ou um par de armas pode ser usado em cada mão, ao mesmo tempo, permitindo assim, mirar e atirar em mais de um inimigo na tela, também existe uma besta(crossbow, termo em ingês), podendo-se misturar algumas coisas às flexas, como pólvora e existe a Anti-BOW Arrow(Biological Organic weapon) ou flecha anti-arma bio-orgânica(bioorgânica depois da reforma ortográfica).



Som:

Melhores do que nunca, os sons estão numa frequência(Hz) maior, por sua vez, estão melhores que nos outros jogos. Barulho de porta, tiros, zumbis gemendo por todos os lados, janelas quebrando e cachorros latindo, quem não se lembra desses sons nos jogos anteriores? Eles também estão presentes no Code: Veronica! A dublagem ficou ótima, unir as expressões faciais, o movimento dos labios e a dublagem foi mais um dos pontos fortes do Code: Veronica.
Sons de dar arrepios, chefes com musicas medonhas, para dar mais ação ao jogo, que também fez bonito no quesito “Som”.


Inovação:

• Primeiro jogo a ultizar gráficos totalmente em 3 dimenções, deixando para trás os gráficos pré-rendenizados que predominavam nos outro títulos, apesar dos ângulos da câmera ainda serem pré-determinados.
• Cgs realistas, com expressões faciais e movimentação labial, outro diferencial do Code: Veronica.
• Sons de dar calafrios
• História muito bem trabalhada,exepcional e de fácil entendimento.
• Uso de 2 armas ao mesmo tempo e/ou uso de algumas armas em primeira pessoa.
Cgs de alto nível
Modos de jogo:

Quando você zera o Code: Veronica pela primeira vez, o Battle Game mode é habilitado, neste modo você terá que matar os zumbis e fugir, tal como em Resident Evil 3. Os personagens jogáveis nesse modo são: Clarie e Chris Redfield, Steve Burnside e Alber Wesker, sendo que, Wesker, você precisará de um Ranking muito bom para liberá-lo. Cada personagem, no final de cada Battle Game, enfrentará um Boss(Chefe). Segue abaixo a ordem de cada:

Personagem /Inimigo final
Claire Redfield/ Nosferatu
Claire (Alternativa)/ Tyrant
Chris Redfield/ Alexia
Steve Burnside/ Gulp Worm
Albert Wesker/ Alexia (1ª mutação)

*Copiado da Wikipedia.

Curiosidades:

Resident Evil Code: Veronica X, versão mais completa do jogo, contém nove minutos a mais de Cgs e uma ligeira alteração na história.

Três personagens são jogáveis: Clarie, Chris e Steve, porém, com Steve, não se joga nem 5 minutos.

Foi o 8º jogo mais vendido de Dreamcast, com 1 milhão e 14 mil unidades vendidas.




Avaliação:

Gráficos: 9,5
Som: 9
Jogabilidade: 9
Diversão: 10
Média: 9,3
Nota: 9,5


Considerações Finais:

Excelente jogo, daqueles que você passará mais de uma hora na frente da televisão, só para ver quais as surpresas que lhe esperam na proxima sala.

Creative Commons License
Review: Resident Evil Code: Veronica by Ítalo Guttemberg Tabosa de Andrade is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at dreamcast4ever.blogspot.com.


2 comentários:

Alexandre disse...

Excelente review...parabéns Italo!!! o/

Equipe Dreamcast Brasil. disse...

Muito obrigado.